X-Men: Fênix Negra

O que queremos ver no filme X-Men: Fênix Negra

Murillo Costa | 12/jun/2018

O filme X-Men: Fênix Negra foi remarcado para 2019, causando expectativa e medo no fãs da história

Marcado para esse ano e, após as negociações da Disney e Fox, remarcado misteriosamente para o ano que vem, o filme X-Men: Fênix Negra agitou o coração dos fãs dos mutantes. Infelizmente, essa comoção foi para o negativo, já que a Fênix Negra é a vilã mais importante do universo e será trazida muito cedo.

Nos quadrinhos, A Saga da Fênix Negra teve início em setembro de 1979 e terminou em setembro de 1980, compreendendo os número 127 a 137 de The Uncanny X-Men. A saga, desenvolvida ao longo de um ano, conta a história de Jean Grey consumida pelo poder absoluto da Fênix, uma entidade cósmica de criação e destruição.

Nos cinemas, A Saga da Fênix Negra foi desenvolvida com pouca transparência na primeira trilogia dos X-Men, nos filmes X-Men: O Filme (2000), X-Men 2 (2003) e X-Men: O Confronto Final (2006), ambos dirigidos pro Bryan Singer. Os filmes deixaram a desejar, desapontando os fãs com a traição a pontos-chave da história original, mostrando, por exemplo, um Scott inútil que acaba morrendo, Jean/ Fênix Negra sendo assassinada e a falta do Efeito Fênix.

Com a promessa da Fox de contar, mais uma vez, A Saga da Fênix Negra, esperamos que ela acerte nos pontos fundamentais ao nos apresentar X-Men: Fênix Negra. Acabamos de ver uma Jean poderosa – com efeito Fênix – em X-Men: Apocalipse. Todos queriam um pouco mais dela assim, lutando ao lado dos X-Men. E daí, num futuro um tanto distante no cinema, vê-la se corrompendo como Fênix Negra.

Mas, com o filme X-Men: Fênix Negra já em gravação, esperamos ver nele os seguintes pontos fundamentais, levando em conta que X-Men: Apocalipse deixou brecha para eles.

A origem dos poderes de Jean Grey

Assim como em X-Men: O Confronto Final, a escolha de elenco do filme X-Men: Fênix Negra nos indica que teremos cenas de Jean Grey criança.

Jean descobre seus poderes de uma forma trágica: ela sente sua melhor amiga de infância morrer depois de ser atropelada. Resgatarem essa história no filme seria um tiro de emoção, dando muita profundidade à personagem e construindo uma base de trauma para a formação da Fênix Negra.

Império Shi’ar adequado à realidade dos filmes dos X-Men

Algo marcante nos filmes dos X-Men é a forma como o enredo se adéqua à nossa realidade. X-Men: O Filme mostrou que super-heróis num cenário político e social iguais ao nosso funcionam muito bem e conseguem ser traduzidos dos comics para um cenário mais dramático.

Colocar o império Shi’ar, uma raça alienígena, no filme X-Men: Fênix Negra pode quebrar esse aspecto excelente da franquia.

Esse primeiro encontro dos humanos com aliens no universo dos filmes dos mutantes poderia ser algo como Prometheus: impressionante, bonito e amedrontador do ponto de vista humano. Além de tudo, os aliens de Prometheus são “pé no chão”.

Proteus, filho de Moira Mac Taggert

Em X-Men: Apocalipse, Xavier e Hank encontram Moira depois dos dez anos desde os acontecimentos na praia próxima a Cuba, em X-Men: Primeira Classe. Charles descobre que Moira se casou e teve um filho. Esse filho se torna Proteus, um mutante muito poderoso capaz de deformar a realidade e possuir corpos para sobreviver.

Como não consegue controlar seus poderes, Proteus vive em reclusão nas instalações de sua mãe, na ilha Muir. É quando ele consegue escapar de sua cela e fugir da ilha que os acontecimentos da Saga da Fênix Negra começam nos quadrinhos.

Jean ajuda os X-Men na busca pelo mutante, mas seu enorme poder evidencia corrupção e uma segunda personalidade começa a tomar forma.

Mestre Mental e o Clube do Inferno

O Clube do Inferno é um dos elementos fundamentais para que a Fênix Negra surja. Jason Wyngard, o Mestre Metal, entra na mente de Jean, fazendo-a ceder aos poucos a desejos profundos, corrompendo-a e mostrando à entidade Fênix as intensas emoções humanas.

Quando a Fênix Negra traga completamente a personalidade de Jean Grey e assume seu corpo, ela se torna a Rainha Negra do Clube do Inferno, uma associação de empresários milionários.

Uma hipótese para isso no filme X-Men: Fênix Negra seria ligar o Clube do Inferno de X-Men: Primeira Classe à nova história, trazendo de volta Emma Frost que, para Magneto, morreu vítima das experiências de Bolívar Trask. Emma é telepata e tem pele de diamante, algo que poderia ser muito bem utilizado como base para ela ter escapado das indústrias Trask.

Uma Fênix que se corrompe aos poucos

X-Men: Fênix Negra

Nos filmes dos anos 2000-2006 houve uma mudança brusca na personalidade de Jean Grey. Em um filme ela morre salvando todos e em X-Men: O Confronto Final ela ressurge como uma máquina assassina. Esperamos que a Fênix Negra do filme do ano que vem nos mostre uma mudança mais gradual.

Temos indícios de que isso acontecerá no filme X-Men: Fênix Negra se lembrarmos do pesadelo de Jean em X-Men: Apocalipse. Precisamos ver Jean ser corrompida aos poucos, assim como acontece nos gibis.

Ciclope como o verdadeiro líder dos X-Men

Todos os filmes já produzidos rebaixaram o papel de Scott como líder da equipe dos X-Men. Seria uma lavada de alma ver o Ciclope liderando a equipe com toda a sagacidade que ele tem, e, ao mesmo tempo, sofrendo com o que acontece com Jean.

Mística consolidada como vilã

X-Men: Apocalipse desapontou a muitos quando colocou Mística para liderar a equipe de recrutas. E sim, doeu ouvir da própria Jean que a Mística “mudou a vida dela”.

MAS, quem reparou no final do filme, na cena em que os jovens x-men serão treinados na Sala de Perigo, Mìstica assume um tom ríspido e frio, deixando escapar seu lado vilão.

Todo personagem tem sua história para contar e com a Mística não é diferente. Se ela entrar num caminho “do bem” durante algum tempo, nada a impede de voltar a ser a vilã que conhecemos. E o filme X-Men: Fênix Negra poderá ser o ponto em que ela se assume como vilã.

Uma Fênix Negra Poderosa e destrutiva

Jean Grey - Fênix Negra

Um dos grandes clímax da Saga da Fênix Negra nos quadrinhos é quando Jean, consumida pelo poder, explode uma estrela, causando uma supernova que mata um planeta inteiro, cheio de seres inteligentes.

Em sequência, ela destrói um cruzador do império Shi’ar, chamando ainda mais a atenção da imperatriz Lilandra para a necessidade de executar a Fênix.

Quando o filme X-Men: Fênix Negra estava em fase de projeto, ele se chamava “Supernova”. Talvez isso seja nossa esperança de vermos um supernova somado ao fato de que já se confirmou que o filme também se passará no espaço.

Outro aspecto em que X-Men: O Confronto Final falhou foi em nos entregar o efeito fênix. Ele nos deu uma Fênix poderosa, mas o roteiro decepcionou em vários pontos, o principal deles, a falta do efeito fênix.

Uma morte fiel à dos quadrinhos

X-Men: O Confronto Final pisou em cima do coração de todos os fãs quando mostrou Wolverine assassinando Jean, mesmo que ela tenha permitido isso.

O mais importante acontecimento de A Saga da Fênix Negra e das histórias em geral dos X-Men é Jean se sacrificando para que seus amigos possam viver, para que todos no universo fiquem seguros!

Os roteiristas de X-Men: O Confronto Final simplesmente ignoraram isso e fizeram aquele final que nos faz chorar de decepção.

X-Men: Fênix Negra precisa nos mostrar a Fênix se sacrificando e Scott deve ver isso de perto, assim como nos quadrinhos, e não sendo morto pela própria amada.

Por fim, X-Men: Fênix Negra precisa ser uma série

A Saga da Fênix Negra compreende um ano de quadrinhos. Um ano de histórias sensacionais e metáforas profundas. Todo esse material não pode ser amontoado num só filme de duas horas.

Queremos uma trilogia, pelo menos!

O filme X-Men: Fênix Negra nos preocupa, mas é o queremos ver

Mesmo sendo muito cedo, mesmo não conhecendo os atores novos muito bem e mesmo com confiança abalada na Fox, os fãs de X-Men querem ver uma adaptação incrível de A Saga da Fênix Negra!

O que você quer ver no filme X-Men: Fênix Negra? Deixe nos comentários! Compartilhe esse post com quem você irá levar para assistir o filme.

Sou o autor de Os Renegados, distopia pós-apocalíptica, editor do Central Autoria e locutor do Autoria Podcast. Também sou parceiro da saga de fantasia épica A Crônica Esférica. Webdesigner por formação, procuro compartilhar meus conhecimentos em Marketing Digital com outros escritores para que possamos formar juntos nossas carreiras.
0 Comentários
Deixe o seu comentário!